7up7down

Conteúdo editorial apoiado por

7up7down - Qual seguro cobre danos causados por explosão de panela de pressão em casa? Veja como evitar o pior

Seguro pode se negar a cobrir prejuízos se o cliente fizer mau uso do utensílio

Gilmara Santos

Panela de pressão em ação

Publicidade

Vídeos que mostram a explosão de panelas de pressão têm se multiplicado na internet. As cenas deixam claro o perigo que muita gente corre se não seguir à risca o jeito certo de uso do utensílio, que acelera o cozimento dos alimentos e funciona como atalho no preparo das refeições.

Especialistas consultados pelo 7up7down ressaltam que o equipamento necessita de manutenção regular. Outra regra de ouro para evitar acidentes é não manusear a panela enquanto ela estiver com pressão (veja dicas abaixo).

Mas, caso o pior aconteça, e a panela de pressão entrar numa pane seguida de uma explosão, a pergunta é: os danos têm cobertura de seguro? A resposta é sim.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do 7up7down)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A explosão de panela de pressão, assim como a de outros equipamentos, tem cobertura básica dentro doseguro residencial e está disponível em todos os planos.

“A cobertura básica do seguro residencial inclui explosão de qualquer tipo, além de incêndio e queda de raio”, explica Magda Truvilhano, vice-presidente da comissão de Riscos Patrimoniais Massificados da FenSeg (Federação Nacional de Seguros Gerais).

Outra coberturas, como a queda de um telhado ou vidros quebrados, vão depender do pacote contratado pelo segurado.

É importante lembrar ainda que o seguro residencial cobre os danos causados ao imóvel. Caso o acidente atinja o segurado e ele precise de cuidados médicos ou vá a óbito, o seguro a ser acionado é o de vida.

Magda alerta, no entanto, que a explosão não está coberta quando o cliente agrava o risco, fazendo mau uso do equipamento que explodiu. Uma colher segurando a tampa da panela de pressão e válvula de escape fechada com parafuso são algumas situações em que o seguro pode se recusar a pagar a indenização.

“Assim como qualquer cobertura, se agravar o risco, a seguradora pode não pagar. Se foi uma explosão acidental, o cliente terá direito à indenização”, explica.

O valor da apólice de um seguro residencial varia conforme:

Dicas para evitar acidentes

O Corpo de Bombeiros do Ceará elenca os cuidados para evitar acidentes com panela de pressão. Confira:

Incêndios elétricos

Além da panela de pressão, outra fonte que também leva a muitas explosões é o gás de cozinha. Magda, da FenSeg, comenta que, desde a pandemia, as seguradoras têm observado também o aumento de incêndios elétricos.

Isso porque o home office sobrecarregou a rede elétrica das casas e muitas pessoas passaram a usar adaptadores para ligar equipamentos. Essas extensões podem sobrecarregar a tomada e causar um curto-circuito.

Os incêndios elétricos também estão cobertos pelo seguro, mas assim como no caso das explosões, o segurado não pode agravar o risco, como sobrecarregar tomadas ligando vários aparelhos juntos, sob pena de ter a cobertura recusada pela seguradora.

Incêndios podem ocorrer por diversos motivos. Recentemente, a atriz Maísa Silva estava em um apartamento que pegou fogo no Recife (PE). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou com um curto-circuito no ar condicionado. Ninguém ficou ferido.

A mesma sorte não teve Zé Celso Martinez, diretor do Teatro Oficina, em São Paulo. O artista não resistiu aos ferimentos sofridos durante um incêndio em seu apartamento, localizado na capital paulista. Laudo pericial indicou que o fogo começou em um aquecedor elétrico que ficava no quarto dele.

Veja também:

Aumento na demanda

Levantamento realizado pela FenSeg mostra aumento de 25% no índice de penetração do seguro residencial entre 2017 e 2021. A participação, que era de 13,6% no primeiro ano da série histórica, saltou para 17%, o que representa 12,7 milhões de residências seguradas em todo país.

Dados da Susep (Superintendência de Seguros Privados) compilados pela Fenseg mostram um aumento de 15% no total de prêmios emitidos para seguro residencial nos 5 primeiros meses deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Confira:

PeríodoPrêmio emitido
Janeiro a maio de 20221.682.181.286
Janeiro a maio de 20231.933.822.985

Gilmara Santos

Jornalista especializada em economia e negócios. Foi editora de legislação da Gazeta Mercantil e de Economia do Diário do Grande ABC.

7up7down Mapa do site