7up7down

7up7down - banco eleva recomendação e ação sobe quase 12% um dia após balanço

Citi elevou recomendação de venda para neutro, apontando que a empresa começou a dar os primeiros passos na melhoria da rentabilidade

Equipe 7up7down

Publicidade

A sessão desta quarta-feira (16) foi de disparada para as ações do IRB (IRBR3), um dia após uma repercussão relativamente tímida dos resultados do segundo trimestre  do ressegurador, com as ações fechando o pregão da véspera em alta de 1,80% após um pregão volátil.

Já nesta quarta, as ações subiram 11,86%, a R$ 44,25, após atingirem máxima de R$ 46,60, ou alta de 17,80%, na esteira da elevação de recomendação do Citi para IRBR3.

Os analistas do banco elevaram a recomendação de venda para neutro, apontando que a empresa começou a dar os primeiros passos na melhoria da rentabilidade, pois os contratos antigos estão pesando cada vez menos na sinistralidade.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A companhia fechou o segundo trimestre de 2023 com lucro líquido de R$ 20,1 milhões, revertendo prejuízo líquido R$ 373,3 milhões apurado no mesmo período do ano anterior.

“Como resultado, os níveis de suficiência de capital também começaram a melhorar e devem ser menos preocupantes daqui para frente”, avaliam os analistas.

Isso é combinado a uma mensagem mais positiva da administração em relação ao crescimento e lucratividade no médio prazo.

Continua depois da publicidade

Assim, apontam, embora sejam cautelosos com o otimismo, não veem motivos suficientes para vender neste momento.

Os analistas também aumentaram o preço-alvo para a ação de R$ 25 para R$ 40 (alta de cerca de 1% frente o fechamento da véspera), com base em perspectivas mais otimistas.

“Nossas novas estimativas de lucro líquido recorrente para 2023 e 2024 são de R$ 91 milhões e R$ 246 milhões, respectivamente, contra -R$ 62 milhões e R$ 269 milhões anteriormente”, aponta o banco.

As mudanças no lucro líquido são principalmente derivadas de melhores números reportados no 1S23,  menor índice de sinistralidade esperada e índice de retrocessão para 2023 e 2024, alguma eficiência nos custos de aquisição, bem como melhores resultados financeiros para 2023, pontuam. O custo de capital também foi reduzido de 14,9% para 13,8%.

Enquanto o Citi se mostra menos pessimista com o IRB, alguns analistas reforçaram recomendação de venda após o balanço. 

A Genial Investimentos elevou o preço-alvo de R$ 28,20 para R$ 35, mas segue recomendando venda, apontando que ainda tem muitas dúvidas da trajetória e da rentabilidade normalizada da resseguradora que são insumos para a avaliação da resseguradora.

O BTG Pactual tem a mesma recomendação, ainda que com target de R$ 40 para os ativos. “O balanço melhorou, em termos de capital e provisões técnicas, graças aos lucros e ao encolhimento do IRB. Mas, e apesar de cair mais de 20% desde nosso rebaixamento para venda no dia 23 de julho, o valuation permanece pouco atraente e esperamos uma recuperação lenta nos resultados”, avalia o banco.

O BTG destaca que o Investor Day será realizado no final de agosto, no Rio, onde se devem obter mais detalhes sobre o turnaround do IRB, além de um possível guidance.

O banco lembra que, no final de julho, o CEO Marcos Falcão e o Head de Underwriting Daniel Castillo deram uma breve entrevista ao Brazil Journal, sinalizando que o IRB está em meio a um turnaround que começa a render resultados positivos, mas há ainda muitas dúvidas sobre como a empresa sairá desse processo. “A equipe reiterou o desafio de finalizar essa fase de ajustes (incluindo a limpeza do portfólio para sair dos riscos mal precificados) e fazer a empresa voltar a crescer”, ressaltou a casa.

7up7down Mapa do site