7up7down

Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

7up7down - Ibovespa Futuro sobe com atenção dividida entre exterior positivo e arcabouço fiscal

Na agenda, alguns dirigentes do banco central dos Estados Unidos e o presidente do BC brasileiro falarão publicamente hoje

Felipe Moreira

Publicidade

O Ibovespa Futuro opera com alta nos primeiros negócios desta terça-feira (22), seguindo recuperação dos mercados externos e com investidores de olho na retomada das discussões sobre o arcabouço fiscal na Câmara dos Deputados, que pode ser votado nos próximos dias.

A reunião da última segunda (21) entre a Câmara e o Ministério da Fazenda sobre o arcabouço fiscal terminou sem acordo sobre a permissão, incluída no texto pelo Senado, para o governo prever despesas condicionadas no Orçamento de 2024. Mesmo assim, a expectativa de líderes partidários e do relator, Claudio Cajado (PP-BA), é que o projeto seja votado no plenário até quarta-feira (23).

Já Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, ministra palestra em evento do Santander, a partir das 9h. Além dele, o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, auditor-fiscal Claudemir Malaquias, comenta às 11h o resultado da arrecadação federal de julho de 2023.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No exterior, alguns dirigentes do banco central dos Estados Unidos falarão publicamente hoje. Entre eles, Thomas Barkin, Michelle Bowman, e Austan Goolsbee. No entanto, o discurso mais esperado da semana será o do presidente do Fed, Jerome Powell, no tradicional simpósio de política monetária de Jackson Hole na sexta-feira.

Às 9h12 (horário de Brasília), o índice futuro com vencimento em outubro operava com alta de 0,97%, a 117.260 pontos. Na véspera, o índice à vista tinha voltado a registrar baixa, após interromper na sexta sequência de 13 quedas, a maior da história do Ibovespa.

Em Wall Street, os índices futuros operam com alta, mesmo com os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA de 10 anos atingindo seu nível mais alto desde novembro de 2007, devido ao movimento de recuperação das ações de Big Techs em Wall Street, já que investidores estão antecipando que o setor de tecnologia registrará fortes resultados corporativos nesta semana.

Os papéis da fabricante de chips norte-americana Nvidia saltaram mais de 8% na segunda-feira e subiram 0,3% no after market, com expectativas positivas em torno dos resultados da próxima quarta-feira (23).

Os investidores também estão ansiosos para o simpósio desta semana em Jackson Hole, onde o presidente do Fed, Jerome Powell, deve sinalizar o caminho futuro dos juros nos EUA.

Nesta manhã, Dow Jones Futuro avançava 0,29%, S&P Futuro tinha alta 0,56% e Nasdaq Futuro operava com valorização de 0,78%.

Dólar

O dólar comercial opera com baixa de 0,52%, cotado a R$ 4,952 na compra e R$ 4,953. Já o dólar futuro para setembro recuava 0,72%, equivalente a R$ 4,958.

No mercado de juros, os contratos futuros recuam em bloco na sessão de hoje. O DIF24 (janeiro para 2024) opera com baixa de 0,02 pp , a 12,42%; DIF25, -0,07 pp, a 10,55%; DIF26, -0,09 pp, a 10,19%; DIF27, -0,10 pp, a 10,38%; DIF28, -0,10 pp, a 10,68%; DIF29 -0,09 pp, a 10,89%.

Exterior

Os mercados europeus operam com alta nesta terça-feira, depois de registrarem ganhos tímidos no início da semana, com repercussão do acordo entre Microsoft e Activision.

A editora francesa de jogos Ubisoft Entertainment subiu 6% depois que a Microsoft disse que venderia vários direitos de jogos para a empresa como parte de um novo acordo submetido aos reguladores do Reino Unido para a aquisição da Activision Blizzard.

Os investidores também estão monitorando os preços do gás natural na Europa, que tiveram um forte aumento na segunda-feira devido à ameaça de greve na Austrália, que poderia interromper 10% dos fluxos mundiais de gás natural liquefeito.

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam com alta, mesmo com os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA de 10 anos atingindo níveis não vistos em mais de uma década.

O rendimento referencial das notas do Tesouro de 10 anos atingiu uma alta de 4,34%, atingindo seu nível mais alto desde novembro de 2007. O movimento é notável porque os rendimentos mais altos dos títulos geralmente significam preços mais baixos das ações.

O Nikkei 225, do Japão, subiu 0,97%, ampliando os ganhos de segunda-feira e fechou em 31.856,71 pontos.

O Kospi, da Coreia do Sul, também subiu 0,28% para terminar em 2.515,74 pontos.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, quebrou uma seqüência de sete dias de perdas e ganhou 1,07%, enquanto na China continental, o Shanghai subiu 0,88%.

Os preços do petróleo operam em leve baixa, com preocupações persistentes sobre uma desaceleração da economia da China.

As cotações do minério de ferro na China fecharam com forte alta nesta terça-feira, repercutindo o mais recente estímulo monetário do governo e sinais demanda ainda resiliente.

7up7down Mapa do site